Categorias
News

Volta a Portugal: À defensiva no Larouco

César Fonte e Rui Sousa foram os melhores em Montalegre numa jornada valorizada mais em termos coletivos do que individuais. Quarta etapa liga este sábado Boticas a Fafe antes da subida à Sr.ª da Graça, no domingo

A Radio Popular-Boavista manteve-se à defensiva na segunda etapa da Volta a Portugal cujo final na serra do Larouco premiou a W52 com a vitória de etapa e a camisola amarela repartida entre dois corredores espanhóis, Delio Fernandez e Gustavo Veloso, respetivamente. “Ainda não vi as diferenças de tempo concedidas mas tratava-se de uma etapa que pouco assentava às características dos nossos corredores. Mas termos coletivos estivemos melhor do que em termos individuais”, avaliou o diretor-desportivo José Santos. Após manterem-se entre os primeiros lugares do pelotão que ia trepando até ao alto do Larouco, a ordem classificativa não espelhou o trabalho de defesa a Rui Sousa efetuado, no final, por David Rodrigues, Daniel Silva e César Fonte. Este último acabou por ser o melhor classificado da RP-Boavista, na 13.ª posição, antecendo Rui Sousa, 14.º, a respetivamente 25 e 26 segundos do vencedor do dia.

“O meu objetivo era passar este dia e minimizar as perdas. A subida final é pouco adaptada às minhas características e corredores mais possantes, que façam melhor uso da força, levam vantagem. Aguentei até aos 700 metros.Naturalmente que nunca é positivo perder tempo, mas à semelhança do ano passado a decisão da corrida deverá passar por outro tipo de etapas, nomeadamente a Sr.ª da Graça e especialmente a subida à Torre. Nessas subida sinto-me mais à vontade e serão o meu objetivo”, disse Rui Sousa, 14.º da geral individual, a 54 segundos do líder. Nesta classificação seguem-se César Fonte (15.º, a 55 segundos) e Daniel Silva (16.º, e e igualmente a 55 segundos.

A terceira etapa da Volta a Portugal terá 172,2 quilómetros a percorrer entre Boticas e Fafe, evidenciando-se no perfil altimétrico três subidas, uma de terceira categoria e duas de quarta que não deverão impedir uma chegada em pelotão. Por sua vez, domingo, chega-se à Sr.ª da Graça desde a localidade de Alvarenga, em Arouca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *