Categorias
News

Alentejo: Gallego sobe ao sétimo lugar em dia de muito trabalho

Entre Aljustrel e Vila Nova de Santo André foram 143,3 quilómetros cumpridos a alta velocidade – média de 44,072 km/h para o vencedor da etapa – que relançaram a Radio Popular-Boavista na luta pela geral, após o aziago dia anterior, com seis dos oito ciclistas da equipa envolvidos ou atrasados por quedas.

Numa jornada muito trabalhosa para a equipa axadrezada, que assumiu por diversas vezes o controlo do pelotão e a consequente perseguição ao fugitivos do dia, o melhor resultado veio das pernas de Alberto Gallego, quinto classificado da etapa após um ataque na companhia de outros fugitivos às portas de Vila Nova de Santo André. Gallego subiu ao sétimo lugar da geral, mas o melhor fruto foi colhido pelo polaco Pawel Bernas que, na fuga com Gallego e mais quatro corredores, atacou sozinho, a 1,5 quilómetros do risco para a vitória e para a liderança da prova.

Quanto este domingo, a Radio Popular-Boavista se fizer à estrada nos 175 quilómetros entre Alcácer do Sal e Reguengos de Monsaraz, a discussão da etapa será o principal objetivo, assim como a salvaguarda de Alberto Gallego entre os melhores da 33.ª Volta ao Alentejo. Frederico Figueiredo (na foto) será o vice-campeão da montanha depois da definição da classificação que atribuiu o triunfo, pelo segundo ano em sucessão, a Bayron Guama (Ecuador).

CLASSIFICAÇÕES
4.ª etapa: Aljustrel – Vila Nova Santo André, 143.7 km
Média de 44,072 km/h
1º Pawel Bernas (Activejet)
5º Alberto Gallego +5s
38º Ricardo Ferreira +17s
60º Frederico Figueiredo
61º Daniel Silva
73º César Fonte
113º Nuno Bico +7m44s
122º Celio Sousa
125º Vergilio Santos

Geral individual
1º Pawel Bernas (Activejet)
5º Alberto Gallego +15s
53º Cesar Fonte +7m05s
54º Frederico Figureiredo +7m06s
63º Ricardo Ferreira +9m31s
89º Nuno Bico +18m41s
90º Celio Sousa +18m41s
92º Daniel Silva +19m22s
95º Vergilio Santos +19m33s

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *