Categorias
História News

2002: o Adeus de Gomes, Delmino e “Teixeirinha”

Entre 2001 e final de 2002 três nomes importantes no nosso historial abandonam em ciclismo. Em final de 2001 Delmino Pereira encosta a bicicleta aos 34 anos, possuidor de uma dos mais invejados palmarés da época, definindo-o como um dos ciclistas mais completos da sua geração, senão o mais polivalente. Delmino sprintava, rolava, subia bem e até fazia bons C/RI.

No final de 2002, era a vez de Joaquim Gomes abandonar, depois de uma época menos bem sucedida, já sem o grande entusiasmo do ano anterior. Para muitos, o melhor ciclista da sua geração, foi sem duvida o melhor trepador português de todos os tempos, a correr no nosso país. Uma honra para o Boavista, que a sua carreira tenha chegado ao fim com a camisola do Boavista envergada, e a homenagem de que foi alvo em Gondomar, por Valentim Loureiro.

Deixamos para o fim, o abandono mais discreto, de Carlos Teixeira que, durante muitos anos envergou a nossa camisola, conquistou títulos de montanha, um pouco por toda a parte, e era o menino querido de quase toda a equipa. Fez algumas travessuras, sempre desculpadas, porque o Teixeirinha, diminutivo que estaria, presumimos, ligado à sua baixa estatura deixou saudades

Mas se os abandonos foram muitos e importantes, nesta época, uma entrada foi muito saudada, a de Peio Arreitunandia, ciclista basco, um bom trepador, com uma caixa de ar impressionante, um autêntico armário. Foi o ano, também, da chegada de Joaquim Sampaio, que ainda hoje está ligado a equipa, dois elementos que constituíram uma importante mais valia para a afirmação da equipa.

David Bernabéu, que começava a afirmar-se como um bom ciclista, venceu o Prémio de Torres Vedras e, no estrangeiro, Josep Jufre venceria a clássica espanhola de Dois Puertos, enquanto em França, o mesmo David Bernabeu acabaria vencedor do Troféu Finisterre.

A equipa continuava a fazer um esforço para se manter a nível internacional, com resultados sempre bem sucedidos.

Na Volta a Portugal, logo no prólogo a equipa dá nas vistas e perde para a Banesto por um escasso segundo, uma oportunidade única para termos envergado a camisola amarela. No final, Arreitunandia ficaria no quarto lugar, logo seguido por David Bernabeu, na quinta posição.

Plantel da equipa:

Peio ARREITUNANDÍA
David BERNABÉU
Gustavo VELOSO Gustavo \\-
Gustavo LEMOS Gustavo
Ricardo FELGUEIRAS
Joaquim GOMES
Josep JUFRÉ
Adrian PALOMARES
Atanas PETROV
José RODRIGUES
Joaquim SAMPAIO
Pedro SOEIRO
Carlos TEIXEIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *